A Cardiotocografia Computadorizada que consiste no registro dos batimentos cardíacos do feto durante um intervalo de tempo, registrando as suas variações é um dos métodos mais utilizados na análise do bem-estar fetal.
Ela avalia a frequência dos batimentos, a presença de acelerações, desacelerações, variações com a movimentação do bebê e em particular a análise computadorizada observa micro variações da frequência, imperceptíveis na cardiotocografia tradicional, que dão mais segurança e confiabilidade na análise do traçado.
Geralmente esse exame é feito à partir de 30 semanas em gestações de alto risco, onde há necessidade de um acompanhamento mais rigoroso, ou no final da gestação para confirmar as boas condições de vitalidade do feto.
Pode ser avaliada de maneira isolada ou em conjunto com o ultrassom, fazendo parte do perfil biofísico fetal.
O exame dura em média 30 minutos, mas pode ser prolongado se houver necessidade.


Perfil Biofísico Fetal é um exame que associa a cardiotocografia computadorizada ao ultrassom na análise do bem-estar fetal.
Além da análise do registro dos batimentos cardíacos realizada pela cardiotocografia, a paciente é submetida ao ultrassom para avaliação da quantidade de líquido amniótico, movimentação do bebê, presença de movimentos respiratórios, estimativa de peso, fluxo de sangue no cordão, avaliação da placenta e parâmetros que são importantes para atestar a vitabilidade fetal.
O exame completo, dura de 30 a 60 minutos.